IBC Santo André





Clique para visualizar:


Ele Virá!
Confirmação
Oração Unânime
O Exercício da Entrega
Crescer no Discipulado
Palavras e Sinais
Vamos Agir
Garantia de Salvação
Razões Para Pregar
Bem-Vindos à Mesa do Senhor
Desafio
Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Ser e Fazer
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

"Luz"!

"Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte". (Mt 5.14)

Quando Deus criou céus e terra, separou as trevas da luz com a expressão: "haja luz" (Gn 1.3). "Deus viu que era boa a luz; e fez Deus separação entre a luz e as
trevas".

"Separação" é a palavra chave. Luz e trevas não andam juntas, pois uma repele a outra. Se acontecer de um espaço ser muito grande e escuro, basta um pequeno
ponto de luz para observar a separação. Uma cidade iluminada é impossível de ser escondida pelas trevas, basta se lembrar do que acontece no "apagão". É nesta perspectiva que Jesus diz que seus discípulos são a luz do mundo: em qualquer lugar em que estiverem serão identificados; e é também uma chamada ao
compromisso, pois se não são reconhecidos é porque algo está errado.

Ser luz do mundo é não permitir que as trevas do mundo – sistema do mal – nos esconda ou nos force a proceder do seu jeito de ser. Ser luz do mundo é não aceitar que nosso comportamento seja o exterior, mas o coração. Ser luz do mundo é olhar para dentro de si como alguém que necessita do amor de Cristo para ser aceito, no lugar de julgar o próximo como indigno; ser luz do mundo é brilhar com bom comportamento nos esportes, na sala de cinema, na família, no trabalho, no consultório, no trânsito, nas conversas mais comuns da vida. Enfim, luz não se esconde.

O mais notável em tudo isto é que Jesus nos diz que somos a luz, não que seremos. Quem está nEle brilha, por mais diminuta que seja a influência exercida.

Glória a Deus, honras a Ele que nos chama "das trevas para a luz".

"E que nos tirou do poder das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor." (Cl 1.13)

Pr. Ary da Costa Cabral