IBC Santo André





Clique para visualizar:


Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Jornada de Fé
Fogo Aceso

Choro Amargo

"...E, saindo dali, chorou amargamente." (Mt. 26:75)

Jesus disse que os que choram são felizes! Trata-se do choro de reconhecimento do pecado praticado contra Deus. Vemos esta dor manifestada na vida de Davi ao escrever no Salmo nº 51: "Faze-me ouvir júbilo e alegria; regozijem os ossos que tu quebraste." (Sl. 51:8).

Tudo indica que o pecado de adultério e crime roubaram a alegria e trouxeram muitas dores a Davi. Não haverá um mover sobrenatural do céu em nossa
vida, na igreja e no país enquanto o pecado não for sentido como profunda ofensa a Deus. O reconhecimento do pecado, a tristeza por havê-lo praticado e o desejo ardente de honrar a Deus são posturas inseparáveis para o céu vir à Terra.

A prática do pecado não é somente a quebra dos mandamentos – o que é demais – mas a ausência de um coração puro: "Cria em mim, ó Deus, um coração
puro." (Sl. 5l:10).

Não visitará Deus o Brasil somente com um clamor nos horários de culto, mas com uma união do seu povo – de todos – com sincera humildade em busca
da manifestação sobrenatural de Deus, corrigindo os nossos desvios que tanto contribuem para entristecer o seu Espírito.

Que reconheçamos a necessidade de abandonar o pecado, e que nos quebrantemos quando o praticarmos.

Pr. Ary da Costa Cabral