IBC Santo André





Clique para visualizar:


Ele Virá!
Confirmação
Oração Unânime
O Exercício da Entrega
Crescer no Discipulado
Palavras e Sinais
Vamos Agir
Garantia de Salvação
Razões Para Pregar
Bem-Vindos à Mesa do Senhor
Desafio
Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Ser e Fazer
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

Fé e Paciência

"...imitadores daqueles que, pela fé e paciência, herdam as promessas." (Hb. 6:12)

Muitas são as situações que colocamos diante de Deus e que não recebem resposta imediata. Esta demora tem levado várias pessoas ao desânimo da fé.

Um exame mais detalhado da fé, de acordo coma as Escrituras, tem nos mostrado que ela está ligada à paciência. Tiago nos diz que o "lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência." (Tg. 1:7); diz-nos que os profetas que falaram no passado servem de exemplo da paciência (5:10); e fala da paciência de Jó (5:11). Fé e paciência são inseparáveis!

Sendo assim, Não devemos duvidar da atenção de Deus aos nossos pedidos, como não atribuir toda demora a uma ação maligna, embora isto possa ocorrer. Sendo assim, devemos estar certos de que Deus, a seu tempo, nos fará ver a sua resposta, e que o seu tempo nem sempre confere com o nosso tempo.

A paciência é irmã gêmea da fé, ainda mais nos dias agitados como estes em que vivemos. Faça da paciência parte vital de suas orações e creia: "...um dia para o Senhor é como mil anos..." (II Pe. 3:8).

Pr. Ary da Costa Cabral