IBC Santo André





Clique para visualizar:


Ele Virá!
Confirmação
Oração Unânime
O Exercício da Entrega
Crescer no Discipulado
Palavras e Sinais
Vamos Agir
Garantia de Salvação
Razões Para Pregar
Bem-Vindos à Mesa do Senhor
Desafio
Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

Ser e Fazer

"Ora, rogamos a Deus que não façais mal algum, não para que sejamos achados aprovados, mas para que vós façais o bem..." (II Cor. 13:7)

Dois verbos dividem nossa vida cristã: ser e fazer.

No decorrer da história do cristianismo, o verbo fazer vai à frente. É uma constante cobrança em favor das boas obras. Não que elas sejam de menos importância, mas o lugar que ocupam em nossa mente.

Daí o fato de que a religião – a soma de afazeres religiosos – seja a maior inimiga da fé cristã, pois os afazeres cristãos, como trabalhar em um ministério, participar dos cultos, contribuir e fazer parte da direção dos cultos, pregar, e por aí vai, podem acontecer sem que primeiro sejamos íntimos de Deus; podem tomar o lugar de nosso relacionamento com o Senhor: o fazer fica na frente do ser.

Quando Jesus chamou os seus discípulos, colocou os verbos no seu devido lugar: "Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens." (Mt. 4:19).

Notem como Ele falou: "após mim" – vem primeiro o seguir a Ele, estar com Ele; e "eu vos farei pescadores de homens", o fazer, vem depois.

Que Deus nos ajude a por estes verbos no seu devido lugar; que nós, seguidores de Jesus, achemos coragem para fazer uma grande virada em nossa agenda, não desprezando o fazer, mas buscando, em primeiro lugar, o ser.

Pr. Ary da Costa Cabral