IBC Santo André





Clique para visualizar:


Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

Ser e Fazer

"Ora, rogamos a Deus que não façais mal algum, não para que sejamos achados aprovados, mas para que vós façais o bem..." (II Cor. 13:7)

Dois verbos dividem nossa vida cristã: ser e fazer.

No decorrer da história do cristianismo, o verbo fazer vai à frente. É uma constante cobrança em favor das boas obras. Não que elas sejam de menos importância, mas o lugar que ocupam em nossa mente.

Daí o fato de que a religião – a soma de afazeres religiosos – seja a maior inimiga da fé cristã, pois os afazeres cristãos, como trabalhar em um ministério, participar dos cultos, contribuir e fazer parte da direção dos cultos, pregar, e por aí vai, podem acontecer sem que primeiro sejamos íntimos de Deus; podem tomar o lugar de nosso relacionamento com o Senhor: o fazer fica na frente do ser.

Quando Jesus chamou os seus discípulos, colocou os verbos no seu devido lugar: "Disse-lhes Jesus: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens." (Mt. 4:19).

Notem como Ele falou: "após mim" – vem primeiro o seguir a Ele, estar com Ele; e "eu vos farei pescadores de homens", o fazer, vem depois.

Que Deus nos ajude a por estes verbos no seu devido lugar; que nós, seguidores de Jesus, achemos coragem para fazer uma grande virada em nossa agenda, não desprezando o fazer, mas buscando, em primeiro lugar, o ser.

Pr. Ary da Costa Cabral