IBC Santo André





Clique para visualizar:


Ele Virá!
Confirmação
O Exercício da Entrega
Crescer no Discipulado
Palavras e Sinais
Vamos Agir
Garantia de Salvação
Razões Para Pregar
Bem-Vindos à Mesa do Senhor
Desafio
Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Ser e Fazer
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

Oração Unânime

"Tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos. E todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus." (Atos 4.31)

A visão de nossa Igreja é: uma Igreja contemporânea com os valores da Igreja primitiva. Entre esses valores, conforme Atos 2.37; 1.15 e 2.1, está a oração.

A Igreja reunida em oração tem como alvo a expansão, o crescimento dos salvos (v. 29). Esta visão mexe no coração de Deus, porque Ele enviou Seu Filho ao mundo para salvar o homem. Na decorrência desta oração em conjunto, o chão tremeu (v. 31).

Muita coisa vai acontecer como resultado da oração da Igreja; muita coisa vai se mover. Após a oração, conforme Atos 4. 32 a 37, o coração da Igreja "era um" (v.32); todas as coisas eram de real interesse (v.32b); os apóstolos davam testemunho poderoso da ressurreição (v.33), total revelação da graça de Deus (v.33); recursos financeiros e apoio social (v. 34 e 35) e
consagração (v. 37).

Então, Igreja, estamos orando? Veremos o retorno do céu!

Pr. Ary da Costa Cabral