IBC Santo André





Clique para visualizar:


Razões Para Pregar
Desafio
Sal da Terra
Compromisso
Simplicidade
Gratidão
Povo Fiel
Filhos Precisam de Mães
Características da Igreja de Deus
Características da Igreja de Deus
Ser e Fazer
Vida Jovem
Mandamentos
Esperança Cristã
A Graça da Libertação
Jornada de Fé
Vivendo e Ensinando
Caminho da Adoração
Gerar e Cuidar
Igreja Grande, Desafio Grande
Pessoas Idôneas
Do Lado Certo
Vai Passar
Um Passo a Mais
Fogo Aceso
Feliz Ano Novo!
Por que 25 de dezembro?
Símbolos e Realidade
Natal com Jesus
Ilhas da Vida
Fé e Paciência
Mesa do Senhor
Prioridade: Família
Mantenha a Fé
Jesus Voltará
Fazer Discípulos
Choro Amargo
Anjo da Liberdade
Pai Nosso
A Escolta
Jesus e as Leis
Novo que se Renova
Milagres Lá Fora
Pequenas Coisas
Princípio e Fim
Princípio e Fim
Julgar
Experiência
"Luz"!
Um Roteiro de Vida
Soldado Cristão
Três Cordas
Vencedores
Diferente
Gratidão
Valorizando o Espírito Santo
Visão
Do Lado Certo
Orando a Sós
Uma forma diferente de viver
Nossa Grande Esperança
Triângulo no Pescoço
O Pão da Vida
O Convite
Chamados
Corpo do Senhor
Santidade
Sem Perda
O Desgaste
Construção
Fogo Aceso

Bem-Vindos à Mesa do Senhor

"E Ele é a propiciação pelos nossos pecados e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo." (I Jo. 2:2)

A palavra propiciação nos fala do propiciatório, a tampa de ouro da arca da aliança, e sobre a qual era derramado o sangue do sacrifício, no dia da expiação.

O sumo sacerdote entrava no lugar santo dos santos, e aspergia sangue sobre a tampa de ouro, significando que as leis de Deus que foram quebradas pelo povo tinham sobre elas o sangue de um animal inocente.

O sangue inocente resgatava o pecador do poder do pecado. Este resgate é chamado de redenção (Rm. 3:24), palavra usada no sentido de pagamento para trazer de volta um escravo.

É desta forma que o apóstolo Pedro escreve: "Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados de vossa vã maneira de viver que, por tradição, recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado." (I Pe. 1: 18-19).

Assim, antes de Jesus morrer na cruz, declarou: "Está consumado" (Jo. 19:30), ou seja: foi pago o preço da redenção.

Glória a Deus!
É por isso que na Ceia enfatizamos o poder do sangue de Jesus, e é por isso que só Jesus é a propiciação ou a oferta que Deus aceita, nada podendo substituí-lo.

Bem-vindos à mesa do Senhor, todos aqueles que foram resgatados por um grande preço.

Pr. Ary da Costa Cabral